terça-feira, maio 24, 2011

Uma análise fria


Tenho conversado com colegas jornalistas, com as pessoas mais pobres que formam o bolsão de miséria na periferia e a pergunta tem sido uma só: o senhor é candidato a prefeito?


Aprendi na vida que devemos ter a cautela necessária, a maturidade aliada a experiência, para trilharmos o nosso caminho e sobrepujarmos as adversidades. A vida é assim e tem me feito a aprender desta forma.


Confesso que nunca pensei em enveredar pelos caminhos da política. Nunca tive essa intenção internalizada em meu pensamento. Sempre busquei outros horizontes e dentro desses horizontes sempre priorizei a minha capacitação e formação como ser humano, como cidadão.


A política tem me propiciado conhecer o outro lado da moeda. O outro lado que não se aprende nos bancos da faculdade. O lado que hoje afirma de forma peremptória e amanhá desmente como se não se existisse o ontem. É assim.


Meu nome tem sido ventilado como pré-candidato nas mais variadas rodas políticas e setores da sociedade. Qualquer decisão que eu venha a tomar não depende mais só de mim. Depende do meu partido, de uma plêiade de bons amigos que me ajudaram na caminhada rumo a Aleac, da minha familia e principalmente de uma decisão solitária minha.


Não tenho pressa. O apressado come crú. Também não tenho o hábito de fugir de um boa peleja quando resolvo enfrentá-la.


Agora, quer tal começarmos a ouvir a voz das ruas? o que diz o povo? O que as pessoas pensam?


Só me resta esperar. Aguardar sem nenhuma ansiedade e sem ter a ganância, o egoismo, a egocentridade do poder pelo poder.


O tempo é o senhor da razão.

Novos nomes no tabuleiro sucessório de Angelim

Texto: Nelson Liano Jr - Jornal A Gazeta





Quanto estive em março em Istambul, na Turquia, conversei com o ex-ministro José Dirceu (PT). Na ocasião, ele me afirmou que o candidato do PT à prefeitura de Rio Branco será o deputado federal Sibá Machado (PT-AC). A recente visita do ministro Aluí-sio Mercadante ao Acre confirmou o prognóstico de que os cardeais do Diretório Nacional do PT querem o parlamentar para a disputa da sucessão do atual prefeito Raimundo Angelim (PT).

No entanto, paralelamente, têm surgido outros nomes que poderão ser os candidatos da Frente Popular. As especulações não param e jornalistas e políticos criam argumentos em torno de outros possíveis postulantes à candidatura das eleições na Capital em 2012. Em Florianópolis, durante o encontro da Unale, o deputado Walter Prado (PDT) queria divulgar uma carta em que setores políticos relacionados a pequenos partidos da FPA querem o deputado estadual Edvaldo Sousa (PSDC) na disputa. Nesse caso, o dublê de apresentador de TV e parlamentar representaria uma possível ala insatisfeita de alguns partidos com a organização e a distribuição de cargos da FPA.

O próprio Edvaldo Sousa não confirma a sua pretensão de concorrer ao cargo, mas tampouco desmente. O fato é que o apresentador do Gazeta Alerta é uma das figuras mais conhecidas de Rio Branco. Basta saber se a popularidade televisa seria transferida naturalmente para a preferência do eleitorado. Edvaldo, até mesmo pelo estilo do seu programa, também é um dos personagens que mais conhecem os problemas da Capital. Mas nesse caso, o próprio parlamentar teria que tomar decisões profissionais importantes para assumir uma possível candidatura.

Outro personagem que poderá ser uma surpresa é o atual presidente-diretor do Deracre, Marcos Alexandre. Quanto à competência técnica de gestão não há dúvidas da sua capacidade de administração. Desde o governo Binho (PT), Marcos Alexandre tem sido o grande tocador das obras da BR-364. Além disso, conseguiu criar um clima de eficiência e união entre os funcionários do Deracre que se sentem altamente motivados. Sem falar que poderia passar uma mensagem positiva para o eleitorado jovem. Basta saber se Marcos Alexandre tem os atributos necessários para encarar um processo eletivo. Currículo de realizações não lhe falta.

Também um nome que se especula é o do atual presidente-diretor do Depasa, Gildo César. Evidentemente que se o projeto do Governo do Estado, Ruas do Povo, for um sucesso na Capital nos próximos 15 meses, Gildo, estaria na linha da frente da realização de um dos maiores desejos da maioria da população rio-branquense que é a pavimentação de ruas. Claro que Gildo considera as especulações brincadeiras. Mas como em política tudo é possível é melhor aguardar. Sem esquecer que Gildo foi um dos principais secretários de Angelim e tem grande identificação com a prefeitura.

Outro possível candidato seria o deputado estadual Geraldo Pereira (PT). Com experiências nas secretarias estadual e municipal da Fazenda, o parlamentar poderia ser útil para equacionar os problemas econômicos da prefeitura. Mas nas conversas que tive com Pereira ele descartou qualquer possibilidade de concorrer ao cargo. Pereira não se cansa de afirmar que um cargo executivo não está nos seus planos políticos no momento.

O fato é que o surgimento desses dois nomes no tabuleiro sucessório de Angelim mostra que a questão técnica e o perfil de tocador de obras estão sendo levados em consideração na escolha do candidato. Evidentemente que a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) e o deputado estadual Ney Amorim (PT) não são peças descartadas do tabuleiro. O fato é que tem mais gente interessada na sucessão de Angelim dentro da FPA do que se imaginava.

domingo, maio 22, 2011

Conversa de bastidores


Durante os três dias em que participei do Encontro da UNALE em Florianópolis, que culminou com a posse na presidência da entidade do deputado estadual Luis Tchê, por sinal em um evento muito prestigiado por figuras conhecidas da política brasileira, entre uma plenária e outra, jornalistas e políticos se reuniam no momento do cafezinho ou do almoço para falar de sucessão municipal e as mais variadas hipóteses eram levantadas.

Apostas inclusive foram fechadas em se tratando de sucessão municipal e dos respectivos pré-candidatos. Nomes como o de Márcio Bittar, Bocalom, Fernando Melo, Rodrigo Pinto, Luis Calixto, João Correia, Sibá Machado, Perpétua Almeida e Ney Amorim estão no tabuleiro.

Porém, há uma certa unanimidade quando se fala na realização de um segundo turno das eleições. Para os analistas, fofoqueiros, bisbilhoteiros e outros eiros, vai haver segundo turno no ano que vem.

As conversas em torno das eleições do próximo ano acontecem com mais frequência do que imaginamos. Nos bastidores, as costuras políticas já estão sendo efetivadas.



A guerra começa e entre mortos e feridos todos devem se salvar.

sábado, maio 14, 2011

Na mesma moeda



Justiça à moda iraniana - Homem que cegou mulher com ácido será punido com a perda da visão no sábado, também com ácido

No Globo Online:

Depois de alguns anos tentando uma “vingança legal” contra o homem que a cegou com ácido, Ameneh Bahrami teve o direito concedido pela Justiça do Irã de fazer o mesmo contra os olhos de seu agressor, Majid Movahedi, de acordo com o jornal britânico “The Guardian”. Neste sábado, Movahedi será sedado no hospital judicial de Teerã enquanto Ameneh, enfim, promoverá a sua vingança.É a primeira vez que um preso será penalizado com cegueira proveniente de ácido no Irã, um país que está acostumado a sentenciar seus detentos a partir da interpretação literal da Sharia, a lei muçulmana.

A iraniana Ameneh, que pediu pelo direito de vingança no tribunal em 2008, teve o rosto desfigurado e ficou cega, em 2004, depois que Movahedi jogou um pote de ácido em sua face, enquanto ela voltava do trabalho para casa a pé. A atitude criminosa foi uma resposta à recusa de Ameneh em se casar com Movahedi. “Ele estava segurando um recipiente com um líquido vermelho. Olhou para dentro dos meus olhos por um segundo e jogou o ácido no meu rosto”, contou a vítima durante o julgamento.

De acordo, com a imprensa iraniana, o advogado de Bahrami, Ali Safari, elogiou a sentença, afirmando que “um método apropriado foi escolhido, portanto, o condenado será cego por algumas gotas de ácido, enquanto está inconsciente”. Em novembro de 2008, um tribunal criminal de Teerã permitiu uma retribuição depois que Movahedi confessou o crime e ordenou que a mulher pudesse cegá-lo com ácido. Ele também foi condenado a pagar uma indenização a sua vítima, mas a mulher iraniana negou o “dinheiro maldito”, em suas palavras.

Para as autoridades iranianas, a sentença pode ajudar a diminuir os ataques com acido no país. Mas ativistas de direitos humanos protestaram, afirmando que tal penalidade é desumana.

Por Reinaldo Azevedo

Estou mais velho

Tenho encarado a chegada da maturidade com muita tranqüilidade. Cabelos grisalhos, rugas, algumas dores reumáticas, o controle efetivo do colesterol ruim e do triglicérides, aquele remedinho para hipertensão,a ida ao cardiologista uma vez ao ano,a corrida de todos os dias durante uma hora numa esteira, tudo isso faz parte do processo.

É a vida que deve e tem que ser bem vivida. Vida, as vezes dura, cheia de surpresas desagradáveis, mas, também de muitas alegrias.

Posso dizer que sou feliz. São 52 anos de luta e de persistência junto com minha eterna companheira de todas as horas. Dois filhos, hoje homens formados, foram gerados e são a nossa alegria. De quebra agora tenho uma nora. Os netos por enquanto são projeto para o futuro.

Não sou de muitos amigos, mas prezo e tenho respeito e lealdade aos poucos que tenho.

O tempo voa. O tempo passa acelerado. As vezes as lembranças da juventude mais parecem um filme.

A vida é assim. Só em estarmos vivos devemos agradecer a Deus.

Como não sou festivo, as vezes me chamam de ermitão, vou ficar em casa. Nada de festa. No máximo uma gelada e olhe lá.

Parabéns pra mim mesmo!

sexta-feira, maio 13, 2011

Foi dada a largada

Para muitos pode parecer cedo, mas o tabuleiro da sucessão municipal começa a ser mexido por muita gente que acha que tem chances de chegar ao cargo hoje ocupado pelo prefeito Raimundo Angelim.

As assessorias de imprensa dos pretensos candidatos tem trabalhado dobrado para colocar na mídia “ o trabalho e as preocupações” daqueles que começam a aparecer como a salvação da lavoura.

Alguns bastante conhecidos, outros, nem tanto. Pelo sim, pelo não, muita água deverá passar por debaixo da ponte até a escolha e decisão final dos partidos.

O que se sabe é que o futuro prefeito deverá se estabelecer num momento de delicada situação econômica onde vale muito mais o verbo que a verba. Por falar em verba, a cada dia se torna mais complicada a situação das prefeituras em todo o Brasil.

Prefeitos de pires nas mãos, recursos contingenciados e muita choradeira. A quebradeira tem sido geral.

Porém, para os mais afoitos já foi dada a largada.

quarta-feira, maio 11, 2011

O desemprego que afeta a juventude



Quando o tráfico de drogas se fortalece, a prostituição se torna algo natural, menores enveredam pelo mundo do crime e as famílias se partem ao meio devido a desagregação, significa dizer que estamos enfrentando graves problemas.

Que temos uma sociedade doente ninguém duvida. Os exemplos estão sendo mostrados todos os dias. Péssimos exemplos que sempre partem da classe tida como dominante.

A grande pergunta é o que fazer para que esse quadro pintado em preto em branco seja mudado e a sociedade comece a ser tratada de forma patológica.

O desemprego da grande massa de jovens colabora para que o chamado “futuro do Brasil” enverede por outros caminhos. Quase sempre o caminho da ilegalidade, da busca pelo dinheiro fácil.

O mercado do crime está a postos para acolher de braços abertos essa legião de desempregados. E não se aborda aqui apenas a questão do jovem que apenas concluiu o ensino médio. O jovem que passou por uma faculdade enfrenta os mesmos problemas.

Com a falta de mercado e sem vislumbrar nenhum horizonte nossos jovens, mesmo diplomados, tem optado por trabalhar em áreas completamente distintas da formação acadêmica que tiveram. Isso quando não são subutilizados em tarefas de terceira categoria, para garantir o minguado salário todo final de mês.

O Acre hoje dispõe de acreanos formados por nossas faculdades em engenharia, direito, letras, pedagogia, matemática e agronomia em plena rua da amargura.

Quando conseguem trabalhar se tornam os famosos terceirizados e sem nenhuma estabilidade.

Já está longe o tempo em que precisávamos importar a chamada mão de obra especializada de outras regiões. Essa mão de obra hoje é formada e produzida aqui, mesmo assim, pelo que se verifica esses profissionais estão sendo deixado de lado. O santo de casa nunca faz milagre. O santo importado por mais ruim que seja sempre recebe um tratamento privilegiado.

Resta saber até quando.

segunda-feira, maio 09, 2011

Manifesto e congestionamento






Moradores do ramal da Judia que a qualquer momento podem ser despejados de suas casas por força de um mandado de reintegração de posse, depois de peregrinarem em busca de ajuda em instituições públicas, resolveram agir e chamar a atenção das autoridades e do poder público.

Realizaram um grande manifesto e interditaram a Via Chico Mendes logo nas primeiras horas da manhã utilizando carros e latarias velhas pedindo uma solução para o problema das familias.

O trânsito para quem precisou ir para o segundo distrito da cidade virou um caos. Até o final da tarde os motoristas tinham que pegar a pista que dá acesso ao Arena da Floresta, entrar no bairro Recanto dos Buritis, cruzar o bairro Areal e sair no bairro Santa Inês para poder ter acesso a BR- 364. Muito congestionamento, buracos e também lama. A falta de infraestrutura nos bairros periféricos continua a mesma.

Já afirmei na Televisão o que penso a respeito do assunto: Os moradores devem recorrer da decisão judicial ou o governo do Estado efetuar a desapropriação da área para fins de interesse social.

Novos casos desse tipo deverão estourar nos próximos meses.



























Festa do Gilo Ferreira

Gilo Ferrreira com esse blogueiro


Todos os anos o fato se repete. O radialista Gilo Ferreira reúne os seus ouvintes cadeira cativa e com a ajuda e colaboração de cada um deles organiza e promove o festejo do dia das mães.

Neste sábado não foi diferente. Passei por lá para cumprimentá-lo como também a seus convidados. Tudo regado a muito churrasco e refrigerante.

domingo, maio 08, 2011

Francisco Dandão


Encontrei o Dandão sendo entrevistado pelo repórter Gabriel Rota para o programa Gazeta Esportiva nos estúdios da TV Gazeta. Há muito tempo não o via já que o mesmo mora fora do Acre e se prepara para concluir doutorado.

Sempre estudioso e um gozador acima de tudo, Dandão não se faz de rogado na hora de gozar de um amigo.Todas as vezes que o encontro falo ao mesmo que ele é o único jogador de xadrez do mundo que teve uma lesão de menisco durante uma disputa enxadrista.

Eu e o Dandão fizemos parte da delegação da Ufac que em 1978 disputou os jogos universitários em Curitiba. Bons tempos aqueles em que o velho Dandão enfrentava os cobrões de outras regiões no xadrez.

Sem nunca ter jogado futebol, o bom Francisco de Moura, também é comentarista esportivo.

Na fotografia que retirei da internet, o doutorando acreano com os cabelos bem grisalhos.

Saúde e sucesso ao bom Dandão!

Dia das mães


Hoje é um dia muito especial para todas as mães. Uma data repleta de muitas homenagens para aquelas que tem dentro de si o sentimento de maternidade, afeição, responsabilidade e amor.
Muita embora minha mãezinha não esteja nesse plano existencial me lembro dela como se fosse agora.
Feliz dia das mães!

quarta-feira, maio 04, 2011

Deu no Página 20

Deputado denuncia atraso nos salários do Educandário
Escrito por Da Redação
04-Mai-2011

Eleito deputado estadual com a maioria dos votos de pessoas humildes, Edvaldo Souza (PSDC) assumiu o compromisso de defender, prioritariamente as classes menos favorecidas pelo poder público. “Dos poderosos já tem muita gente cuidando”, costuma argumentar.

E foi dentro desse raciocínio que ontem ele foi à tribuna da Assembleia Legislativa para denunciar atrasos nos pagamentos de salários dos funcionários do Educandário Santa Margarida em até três meses. De acordo com Edvaldo Souza, os atrasos já se tornaram uma rotina no estabelecimento que sobrevive de doações para abrigar crianças sem lar ou em situação de risco.

O deputado espera que seu discurso sirva de alerta ao governo do Estado, pois o Educandário não pode sobreviver exclusivamente de doações. “Que o governo comece a ver com bons olhos a possibilidade de firmar parcerias com o Educandário, assim como com outras instituições como a Apae que cuida de crianças excepcionais e onde está faltando dinheiro até mesmo para consertar seu ônibus velho caindo aos pedaços”, argumentou.

Edvaldo também aproveitou para se solidarizar com os funcionários demitidos do Sistema Público de Comunicação. De acordo com ele, um dos funcionários demitidos, da Rádio Difusora, estava na emissora há 22 anos e saiu sem receber a verba rescisória, pois estava todo este tempo em situação irregular.

terça-feira, maio 03, 2011

A cidade de muitos acreanos


Ano passado, mesmo tendo medo de viajar de avião, fui a Santa Cruz de La Sierra. Uma cidade que concentra centenas de acreanos em busca de tornar realidade o sonho de se tornar médico. Na foto, o visual da praça e da igreja católica na área central da cidade.
Como fui no período de férias encontrei poucos acreanos por lá.


Demissões no Sistema Público de Comunicação



Há anos que a situação de muitos servidores que trabalham na comunicação estatal vinha sendo protelada, postergada, sem que nenhuma solução fosse adotada.


No que diz respeito a Rádio Difusora Acreana, repórteres, sonoplastas, operadores de transmissor e pessoal de apoio, inicialmente ganhavam como recibados, prestadores de serviço até chegar nos chamados GTs.


Sempre se empurrou o problema com a barriga sem que uma saída definitiva fosse encontrada.
São profissionais com cinco, sete, dez, dezessete e até mesmo vinte anos de trabalho que dedicaram parte de suas vidas a emissora estatal e que agora de uma hora para outra são orientados a ir para casa e aguardar algum chamado após o processo licitatório que efetivamente terceirizará os serviços de comunicação.


O que forem chamados terão trabalho por 12 meses, e eu fico aqui pensando com os meus botões : E o tempo de serviço desses profissionais vai para a lata do lixo? Houve recolhimento de INSS? Houve recolhimento de FGTS? Quem vai pagar a conta? Se há a caracterização de irregularidade na situação desses servidores quem será penalizado?



Sem dúvida, é uma boa causa para os advogados que atuam na área trabalhista.
Salários atrasados no Educandário Santa Margarida



Mais uma vez a história se repete da mesma forma que um velho filme sendo reprisado em preto e branco.


A instituição Educandário Santa Margarida que vive basicamente de filantropia e que tem como missão cuidar de crianças abandonadas ou em situação de risco, há três meses não paga o salário de seus funcionários.


Ganhando um salário mínimo e não tendo como suportar a situação, com água, luz e aluguel atrasados, os servidores imploram para que providências sejam tomadas.


Nunca é demais dizer que instituições do quilate do Educandário e da APAE, deveriam ter um tratamento e ajuda diferenciada por parte do Estado.



A APAE por sua vez vive de favores e até mesmo o ônibus que transporta as crianças excepcionais está em precárias condições.