sábado, dezembro 24, 2011

terça-feira, dezembro 20, 2011

Deu no Observatório da Imprensa

PAUTA ACRIANA
O Brasil não conhece o Brasil
Por Luciano Martins Costa em 20/12/2011 na edição 673


Na semana passada, o portal G1, do grupo Globo, enviou a Rio Branco, no Acre, uma repórter para documentar o que seus editores consideravam uma curiosidade digna de suas telas: a inauguração do primeiro grande shopping center da cidade. A jovem cumpriu a encomenda com disciplina: o texto, intitulado “Primeiro shoping muda hábitos da população do Acre” é um primor de jornalismo provinciano: aquele que, embora produzido a partir de um ambiente cosmopolita, enxerga apenas uma fração do objeto analisado, reforçando ideias preconcebidas.

A jornalista tomou um táxi no Hotel Terra Verde, se deslocou até o centro de compras, onde realizou as entrevistas, depois conversou com lojistas da cidade, escreveu sua reportagem e passou horas no saguão do hotel lendo os comentários dos leitores.

A reportagem deu curso a uma sucessão de manifestações preconceituosas contra as populações do norte e do nordeste do país, revelando que o brasileiro não conhece o Brasil.

O texto da jornalista, correto do ponto de vista da pauta que lhe foi encomendada; revela, porém, certos vícios do jornalismo brasileiro contemporâneo: a ênfase no aspecto comercial, a obsessão por infográficos e estatísticas e nenhuma sensibilidade para contextos sociais e culturais envolvidos com o tema.

Só curiosidade

Se tivesse saído um pouquinho da rota traçada por seus editores, a repórter teria descoberto uma cidade interessante, provavelmente a capital do país que mais mudou nos últimos vinte anos, transformando-se de uma aldeia lamacenta em uma cidade vibrante, alegre, cheia de novidades e que, no entanto, preserva muito de suas características tradicionais.

Se tivesse parado para olhar os acrianos (com “i”, segundo o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, conforme lembra o texto), a repórter teria conhecido o estado mais republicano do Brasil, onde as crianças aprendem o hino nacional e o hino do estado, conhecem a bandeira nacional e a do estado – sem, no entanto, o aspecto separatista e xenófobo que caracteriza outras regiões do país.

Teria observado que em Rio Branco, a capital, pode-se acessar a internet gratuitamente em vários locais públicos, como praças; que há mais bibliotecas públicas, proporcionalmente à população, do que em qualquer outra capital; que há mais semáforos com temporizador do que em São Paulo e que o sistema de trânsito foi planejado recentemente levando em conta o fenômeno do crescimento das cidades médias e as mudanças de hábitos de uma população tipicamente rural. E que a mudança de hábitos é causada pelas transformações ocorridas nessas cidades, não pela inauguração de um shoping center.

A reportagem sobre o shoping acabou sendo apenas isso: uma curiosidade. Mas poderia ter sido uma oportunidade para mostrar aos brasileiros a gente que habita esse pedaço de terra que foi grudado ao território nacional pela vontade dos acrianos.

Destaque 2011




Mesmo tardiamente fica o registro da homenagem a este modesto apresentador e deputado estadual por ocasião da festa dos Destaques 2011. Como sempre , o evento realizado por Rubedna Braga foi perfeito. O fechamento aconteceu com o show de Patrick Dimon.

Governo vai legalizar terrenos e melhorar infra-estrutura do Caladinho



RUTEMBERG CRISPIM

Uma boa notícia para as famílias que moram no Caladinho. O deputado estadual Edvaldo Souza (PSDC), recebeu do governador Tião Viana, a garantia que até abril de 2012, todos os moradores do bairro receberão o título de finitivo de seus terrenos. Isso significa que eles vão sair da ilegalidade.
Além disso, atendendo solicitação do parlamentar, Tião Viana garantiu a realização de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), garantindo a melhoria da qualidade de vida das famílias que ali moram.
“Sabemos das necessidades daquelas famílias. Fomos até o governador Tião Viana pedir por elas. Ele nos garantiu que nossas reivindicações serão atendidas, com os moradores recebendo o título definitivo de seus terrenos e a realização de obras para melhorar a infra-estrutura do bairro. Um grande presente para quem antes vivia no completo abandono”, comemorou.
Edvaldo Souza considera imprescindível a garantia do Governo do Estado que aquelas famílias não serão retiradas de suas casas, além da certeza da realização de obras para garantir o saneamento básico.
“Ali moram crianças, jovens, adultos e idosos. Pessoas que não tinham onde morar e lutaram por aquele pedaço de terra. Esse gesto do governo tem um significado espe-cial e garante a inclusão social daquelas famílias”, destacou.
De acordo com Edvaldo Souza, o governador Tião Viana garantiu que até abril de 2012 os moradores do Caladinho vão receber o título definitivo de seus terrenos. Também ficou acertada a realização de obras no bairro.

Fonte: Jornal A GAZETA

domingo, dezembro 18, 2011

Natal iluminado

PSDC reúne pré-candidatos em Plácido de Castro





Representantes da Executiva Estadual do Partido Social Democrata Cristão acompanhados dos deputados Edvaldo Souza e Eber Machado estiveram durante o final de semana reunidos com lideranças da agremiação em Plácido de Castro onde juntamente com os pré-candidatos a vereador debateram as ações que deverão ser colocadas em prática rumo as eleições do próximo ano.

O presidente do PSDC no município, Fite da Silva, garantiu que todos estão unidos em prol do mesmo objetivo. “Nosso município precisa urgentemente de mudanças e de novas lideranças.

Em seu discurso o deputado Edvaldo Souza, parlamentar mais bem votado em Rio Branco, afirmou que é importante a união de todos para que os objetivos sejam alcançados e elogiou a união e a decisão do grupo em Plácido de Castro.

O PSDC está forte e coeso no interior do estado. O partido está instalado em 22 dos municípios acreanos e deve contar com mais de 200 candidatos a vereador.

Após o encontro com os pré-candidatos no município de Plácido de Castro um lanche foi servido a todos os participantes

( Assessoria)

Goleada do Barcelona


Acordei cedo hoje para assistir ao jogo do Santos contra o Barcelona. O que vi foi um time completamente apático e com medo do adversário. O Barcelona, como se diz na gíria do futebol, deitou e rolou. Os jogadores santistas apenas olhavam. O excelente Neymar não teve nem um lampejo do excelente jogador que é. O Santos foi completamente dominado. Resultado final quatro a zero.

Deu no jornal A Tribuna


Edvaldo Souza defende moradores do Caladinho e legalização de lotes


17/12/2011 - 17:55:35


Preocupado com a situação vivida pelos moradores do bairro Caladinho, onde residem famílias extremamente pobres e que dependem dos programas sociais desenvolvidos pelo governo do Estado, o deputado estadual Edvaldo Souza (PSDC) se reuniu com o governador Tião Viana, semana passada, a quem pediu uma série de melhorias para o bairro.


Durante a audiência, Edvaldo Souza solicitou ao governador que a situação da área ocupada pelas famílias seja legalizada e que títulos definitivos sejam dados para quem já reside no local.Para Edvaldo Souza, é imprescindível que os moradores do bairro tenham a garantia de que não vão ser retirados da área que em épocas passadas foi fruto de uma ocupação.


O deputado pediu ao governador Tião Viana que o bairro Caladinho seja contemplado com obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). “O saneamento básico é importante como também a abertura e calçamento de ruas’’ afirmou o deputado que é líder do PSDC na Assembléia Legislativa.O governador Tião Viana garantiu que todas as reivindicações do parlamentar serão atendidas e elogiou a lucidez e a postura de Edvaldo Souza no trato com as questões sociais.


Tião Viana disse ainda que no máximo até abril do próximo ano todos os moradores do Caladinho receberão o título definitivo de seus lotes como também serão beneficiados com as obras do PAC.

sábado, dezembro 10, 2011

Em defesa dos idosos


O Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa – CEDI em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, realizaram inicialmente uma oficina de capacitação dos Conselheiros Estaduais e Municipais, com o objetivo de desempenharem a contento suas atividades nas Conferências Regionais e Estadual.
O objetivo geral das Conferências Regionais foi debater temas relevantes para o campo do envelhecimento, assim como os avanços e desafios da Política Nacional do Idoso, na perspectiva de sua efetivação.
Outros objetivos foram sensibilizar a sociedade para o contexto de envelhecimento da população acreana, mobilizando a população idosa, para a conquista do direito ao envelhecimento com dignidade, bem como, fortalecer o compromisso dos diversos setores da sociedade e do poder público com o atendimento, a defesa e a garantia dos direitos da pessoa idosa, indicando prioridades de atuação para os órgãos governamentais, nas três esferas de governo municipal, estadual e federal.
As Conferências foram organizadas em quatro eixos:
I – Envelhecimento e Políticas do Estado: pactuar caminhos intersetoriais;
II – Pessoa idosa: protagonista da conquista e efetivação dos seus direitos;
III – Fortalecimento e integração dos Conselhos: existir, participar, estar ao alcance, comprometer-se com a defesa dos direitos dos idosos e,
IV – Diretrizes Orçamentárias, Plano Integrado e Orçamento Público da União, Estados, Distrito Federal e Municípios: conhecer para exigir; exigir para incluir; fiscalizar.
Assim com os objetivos e eixos acima elencados, foram realizadas as Conferências Regionais, distribuídas em cinco regiões VALE DO JURUÁ - Municípios de Cruzeiro do Sul, Thaumaturgo, Porto Walter, Mâncio Lima e Rodrigues Alves, ENVIRA - Municípios de Tarauacá, Feijó e Jordão , PURUS - Municípios de Sena Madureira, Manuel Urbano e Santa Rosa do Purus , ALTO ACRE - Municípios de Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia e Xapurí, BAIXO ACRE – Municípios de Acrelândia, Bujarí, Capixaba, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco e Senador Guiomard, no período de 04 de julho a 05 de agosto de 2011.
Salientar-se que participaram dessas conferências, pessoas de diferentes origens, com conhecimentos diferenciados sobre as questões, ou sejam: pessoas idosas, representantes dos idosos, técnicos e gestores das políticas. Foram convidados as lideranças locais de grupos, entidades e associações de idosos para identificar e conversar sobre as necessidades locais relacionadas à política dos idosos.
Insta salientar que foram eleitos durante as Conferências, 08 (OITO) delegados para Rio Branco, 08 (OITO) para Cruzeiro do Sul e 04 (QUATRO) delegados por município participante, com direito a voz e voto na Conferência Estadual.
Após o relatório das Conferências Regionais, as propostas deliberadas nos municípios foram consolidados para debates na III Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa, com o tema “O compromisso de todos por um envelhecimento digno no Brasil” a realizar-se no dia 26 de agosto de 2011, no Auditório do prédio novo da OAB/Acre, situado na Rua Ilmar Galvão s/nº após os prédios do Tribunal Regional Eleitoral –TRE e Justiça Federal na via verde.
Derradeiramente, as propostas/deliberações de cunho local municípios serão encaminhadas ao Excelentíssimo Senhor Prefeito da respectiva cidade para conhecimento e providências cabíveis, as propostas/deliberações de cunho regional ou estadual, serão encaminhadas ao Excelentíssimo Senhor Governador do Estado do Acre para conhecimento e providências que se fizerem necessárias e finalmente as propostas que responderem a uma questão nacional, caso aprovadas na plenária final estadual, deverão ser encaminhadas para a Conferência Nacional, a ser realizada nos dias 23, 24 e 25 de novembro de 2011, em Brasília-DF.

quarta-feira, dezembro 07, 2011

Deu no página 20


Edvaldo Souza enaltece trabalho de extensionistas



Uma sessão solene a pedido do deputado Jonas Lima (PT) marcou ontem na Assembleia Legislativa o Dia do Extensionista Rural.


Dezenas de profissionais da área participaram da sessão, entre eles engenheiros, técnicos agrícolas e profissionais da área social. Extensionistas mais veteranos da antiga Emater-Acre também estavam no plenário da Aleac.


O deputado estadual Edvaldo Souza (PSDC), profundo conhecedor das causas ligadas à extensão rural, fez um discurso de agradecimento e de elogio enaltecendo a importância dos extensionistas no repasse de tecnologias e no processo de conscientização das famílias rurais.

“Não existe produção e produtividade com eficiência, eficácia e efetividade sem o trabalho da extensão rural. O que a população da cidade consome vem do campo, daí o a importância do trabalho do extensionista”, disse Edvaldo Souza.

Em um dos momentos mais vibrantes do seu discurso o deputado Edvaldo Souza fez referência ao falecido extensionista Zaqueu Machado, momento que foi aplaudido pelos presentes no plenário e nas galerias.

“Conheço como poucos o trabalho da extensão rural”, afirmou o parlamentar, lembrando as as dificuldades enfrentadas no dia a dia de todos aqueles que trabalham na extensão rural.
Edvaldo Souza defendeu ainda a valorização desses profissionais enfatizando a questão salarial dos técnicos agrícolas que, para ele, devem ter um salário melhor e por uma questão de justiça também devem ser beneficiados pela Lei Cartaxo.

Da Assessoria

terça-feira, dezembro 06, 2011

Será que o velho Guima vai topar?

Jota Guimarães pode ser o candidato a prefeito de Sena pelo PT



Mais um nome é citado nos bastidores da politica local para a disputa da eleições municipais de 2012, dessa vez o jornalista Jota Guimarães.Ele confirmou a intenção de um grupo forte do PT para que ele seja candidato a prefeito de Sena Madureira no próximo ano, mas foi cauteloso ao falar se aceitaria ou não o desafio de trocar o microfone pela política.

“A única coisa que sei é que a população demonstra não querer mais nada que simbolize a continuidade do atual cenário político devido aos recentes episódios de corrupção que envergonharam a cidade. A frente popular de Sena Madureira precisa apresentar um nome que represente uma causa nova para resgatar a moralidade política local e a alta estima da população.” Ressalta o jornalista.

Jota Guimarães é repórter da TV5, correspondente da Rede Bandeirante e radialista da Rádio Difusora Acreana, já foi diretor de jornalismo e programação da Rádio Difusora de Sena, e sempre participou das coordenações das campanhas eleitorais do Partido dos Trabalhadores ( PT ) no município de Sena Madureira.

Fonte: Acredigital


Governador sanciona projeto de Edvaldo Souza

1

Depois de se reunir várias vezes com representantes da Federação Acreana de Rodeios ouvindo as suas reclamações e anseios, o deputado estadual Edvaldo Souza (PSDC) apresentou projeto de lei que estabelece uma série de critérios para a realização desse tipo de atividade esportiva.

Para o parlamentar era necessário uma normatização que regulamentasse a atividade, a exemplo dos estados mais desenvolvidos, e que estabelecesse medidas a serem cumpridas na forma da lei.

politica_061211_6.jpg
Projeto de Edvaldo Souza estabelece uma
série de critérios para a realização de rodeios

Edvaldo Souza garante que o projeto tem como meta garantir a vida dos competidores como também dos animais utilizados na atividade esportiva.

Aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa, o projeto de lei número 2.459 foi sancionado pelo governador Tião Viana, o que deixou o parlamentar muito satisfeito. Edvaldo disse que o governador foi extremamente consciente e coerente ao sancionar o projeto que agora é lei e deve ser cumprido.

Para os atletas de rodeio tudo é festa. Para o representante da Federação de Rodeios filiada a Federação Nacional, Jesus Silva, o projeto apresentado pelo deputado Edvaldo Souza veio em boa hora. “Temos que ter segurança na atividade que realizamos que é de grande risco. Os animais envolvidos nas competições também devem ser preservados”, disse.

Jesus disse ainda que o deputado Edvaldo Souza tem sido um defensor das causas ligadas ao esporte. Um grande churrasco deverá marcar as comemorações com data ainda a ser definida.

Da Assessoria


O extensionista rural




No dia dedicado ao extensionista rural(06 de dezembro), me peguei pensando durante os longos anos da década de 1980, quando recém-formado em Tecnologia em Heveicultura pela Universidade Federal do Acre, tive que enviar meu currículo para outros estados do Brasil, uma vez, que no Acre, maior produtor gumífero não havia emprego na área. Naquele tempo já era assim.

Fui chamado pela então Emater-Amazonas, hoje Idam, e a partir dali, depois de me submeter a alguns cursos complementares, efetivamente entrei no Serviço de Extensão Rural. Diga-se de passagem naquela época era um bom salário e o estado do Amazonas vivia uma espécie de ápice do Programa da Borracha.

Não era moleza o trabalho muito embora prazeroso. Por melhor que fosse o extensionista, apenas os figurões apareciam nos momentos das homenagens. Subíamos rios dias e dias chegando aos mais longínquos lugares levando a informação, a assistência técnica, as novas tecnologias e fazendo verdadeiramente extensão rural.

A vida era dura. Andava-se de barco e percorria-se trechos enormes a pé até chegar a última família da comunidade. Era assim comigo e com todos os outros extensionsistas. Viagens que duravam de cinco a dez dias em um barco que navegava dia e noite pelo rio Amazonas e igarapés.

Lembro-me bem de encontrar produtores rurais dos altos rios sempre ouvindo os radialistas da rádio nacional, Edelson Moura e Márcia Ferreira. Peixe no médio amazonas nunca foi problema. Um pouco de peixe e farinha solucionava as questões.

O tempo passou, o programa da Borracha não foi o que se esperava e os extensionistas daquela época estão todos de cabelos grisalhos.

Hoje, quando se comemora o dia do Extensionista, me peguei pensando sobre essas questões nos momentos que antecederam o meu discurso na Aleac. Vi e pude abraçar homens e mulheres que fazem da extensão um sacerdócio. Profissionais que sem eles nenhuma política de produção agrícola chega a lugar nenhum.

Só me resta dizer, parabéns!

sábado, dezembro 03, 2011

Projeto de autoria de Edvaldo Souza é sancionado

Depois de se reunir várias vezes com representantes da Federação Acreana de Rodeios ouvindo as suas reclamações e anseios o deputado estadual Edvaldo Souza, PSDC, apresentou projeto de lei que estabelece uma série de critérios para a realização desse tipo de atividade.

Para o parlamentar se fazia necessário uma normatização que regulamentasse a atividade, a exemplo do estados mais desenvolvidos e que estabelecesse medidas a serem cumpridas na forma da lei.

Edvaldo Souza garante que o projeto tem como meta garantir a vida dos competidores como também dos animais utilizados na atividade esportiva.

Aprovado por unanimidade na Assembléia Legislativa, o projeto de lei número 2.459 foi sancionado pelo governador Tião Viana, o que deixou o parlamentar muito satisfeito. Edvaldo disse que o governador foi extremamente consciente e coerente ao sancionar o projeto que agora é lei e deve ser cumprido.

Para os atletas de rodeio tudo é festa. Para o representante da Federação de Rodeios filiada a Federação Nacional, Jesus Silva, o projeto apresentado pelo deputado Edvaldo Souza veio em boa hora. Temos que ter segurança na atividade que realizamos que é de grande risco. Os animais envolvidos nas competições também devem ser preservados.

O presidente da Federação disse ainda que o deputado Edvaldo Souza tem sido um defensor das causas ligadas ao esporte. Um grande churrasco deverá marcar as comemorações com data ainda a ser definida.