quinta-feira, maio 30, 2013

Brasileiro trabalha até hoje só para pagar impostos, diz instituto

Do UOL, em São Paulo

O contribuinte brasileiro trabalha até hoje (30) só para pagar impostos. Segundo cálculos do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), o brasileiro médio pagará de impostos neste ano o equivalente ao que ganhou durante 150 dias de trabalho (de 1º de janeiro até hoje, 30 de maio).
A conta inclui todos os tributos –impostos, taxas e contribuições cobrados pelo governo federal, Estados e municípios. São itens como Imposto de Renda, IPTU, IPVA, PIS, Cofins, ICMS, IPI, ISS, contribuições previdenciárias, sindicais, taxas de limpeza pública, coleta de lixo, iluminação pública e emissão de documentos.
Os 150 dias trabalhados pelo brasileiro só para pagar impostos ultrapassam países como México (91 dias), Chile (92 dias), Argentina (97 dias), Estados Unidos (102 dias), Espanha (137 dias) e França (149 dias). No estudo do IBPT, a quantidade de dias do Brasil só menor que a da Suécia (185).

Média de dias trabalhados para arcar com tributos vem subindo

O total de dias é bem superior ao das décadas anteriores. Na década de 70, por exemplo, em média, foram necessários 76 dias trabalhados por ano somente para pagar tributos, ou dois meses e 16 dias. Na década de 80, a média subiu para 77 dias (dois meses e 17 dias) e, na década de 90, para 102 dias (três meses e 12 dias).
Parte da tributação no Brasil incide sobre os rendimentos. É o caso, por exemplo, do Imposto de Renda. O cidadão também paga imposto sobre o consumo, que já vem embutido no preço dos produtos e serviços, como PIS, Cofins, ICMS, IPI e ISS. Paga, ainda, imposto sobre o patrimônio, como o IPTU e o IPVA.
De todo o rendimento bruto, o contribuinte brasileiro terá de destinar 41,10%, em 2013, para arcar com essa tributação. Em 2003, a média foi de 36,98% do rendimento, contra 37,81% em 2004; 38,35% em 2005; 39,72% em 2006; 40,01% em 2007; 40,51% em 2008; 40,15% em 2009; 40,54% em 2010; 40,82% em 2011; e 40,98% em 2012.

segunda-feira, maio 27, 2013


Centenas de pessoas prestigiam Encontro  da Região Norte do PSDC

O clima foi de muita festa durante a realização do encontro da Região Norte do Partido Social Democrata  Cristão que se realizou no Palácio do Comércio, localizado na avenida ceará. Presidentes do partido da região norte e deputados da legenda prestigiaram o evento que contou com a participação do presidente nacional do PSDC,deputado constituinte José Maria Eymael.

Temas polêmicos foram levantados pelos participantes durante o encontro que mais uma vez fizeram questão de afirmar o compromisso de todos com a  Social Democracia Cristã.

A abertura se deu ao som do hino acreano, onde em um vídeo aspectos culturais e regionais do Acre foram mostrados.

De acordo com José Eymael o PSDC se prepara para novos desafios e um deles é eleger deputados federais em todo o Brasil.

Prestigiaram o evento o governador Tião Viana, Prefeito Marcus Alexandre, Senador  Anibal Diniz , deputado Edvaldo Souza e lideranças de todo o norte.

Pessoas da comunidade fizeram questão de participar do encontro. Para  o deputado Edvaldo Souza, o encontro serviu para delinear algumas ações que serão colocadas em prática dentro do PSDC do Acre. “Estamos unidos e com o mesmo objetivo, disse o parlamentar.

Para o presidente da sigla no Acre Afonso Vasconcelos o encontro da Região Norte selou de vez o compromisso de todos em prol do PSDC que agora vai trabalhar ainda mais para aumentar a sua participação na Aleac e tentar eleger um deputado federal.
 
(Assessoria)