quarta-feira, outubro 12, 2011

Nossas crianças, nossos filhos





Hoje é dia de festa em muitas escolas, de brincadeiras, de homenagens as nossas crianças.E hoje me peguei pensando até um tanto saudosista dos meus tempos de menino. Tempos em que não tinhamos televisão no Acre, tempos em que a energia era desligadas as 22:00 horas depois de duas piscadelas de aviso que era o sinal dado pela empresa fornecedora de energia. Tempos de brincadeiras, de corrrer atrás de uma boa pepeta, de jogar as peladas no campo do Tomé Manteiga, brincar de barra, de nos reunirmos no grupo de jovens denominado JAC - Juventude em Ação Comunitária, de aprendermos a tocar violão e também de termos uma visão mais crítica em relação ao Poder.

Talvez não tivessemos a esperteza dos meninos de hoje, que dispõe de toda a tecnologia disponível, assistem novelas com apelo sexual, alguns se acham independentes e donos do próprio nariz. Tempos também de disputas entre a garotada do bairro da base, seis de agosto e bairro do bosque.

Fomos ficando adolescentes e o chamado point de todos nós era a boateca que acontecia no Rio Branco Futebol Clube todos os domingos. Lá, todo mundo se encontrava e azarava as meninas. Qualquer confusão era resolvida no braço mesmo.

Quem não se lembra das retretas, do cine Rio Branco e cine Acre disputando quem era o melhor.

Tempos também em que nós meninos, juntávamos as revistinhas do Superman, Batman, Zorro

e tantos outros herois dos quadrinhos e tentávamos vender na porta do cinema para garantir a entrada e assistir o Giulliano Gema com o filme Dólar Furado.

Já se vão bons anos. A sociedade mudou para pior e nossas crianças se tornam adultos antes do tempo.

Tive o prazer de educar meus filhos juntamente com minha mulher, usando um pouco de tudo. Ela como excelente pedagoga que é sempre defendeu os métodos educacionais. Eu, por outro lado, quando a pedagogia não dava certo, muito raramente, entrava em ação dando umas boas palmadas.

Nada que não se resolva por livre e expontanea pressão. Meus filhos hojes são adultos, homens e os preparamos para a vida. Temos aqui em casa um Bacharel em direito e um médico que luta fora do estado para se preparar o melhor possível. Raramente estamos todos juntos. Mas, hoje eu estou feliz. Todo nós vamos almoçar juntos, o que sinceramente é uma raridade.

Somos uma familia extremamente feliz, e agradecemos a Deus todos os dias por sua generosidade com todos nós.



Feliz dia das crianças!




Um abraço!

Dia do Engenheiro Agrônomo




Hoje, 12 de outubro,, se comemora o dia da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, o dia da criança e também o dia do engenheiro agrônomo. Profissionais que as vezes não tem o devido reconhecimento pelos relevantes serviços prestados a nação.

Não teremos nunca um país auto-sustentável em produção de alimentos sem a aplicação da tecnologia repassada por esses profissionais que atuam em várias áreas do serviço público, indo da extensão rural até a pesquisa, planejamento, execução e direção.

São eles que levam a informação e as técnicas de plantio, adubação, controle de pragas e doenças ao homem do campo.

Não existe produção e tão pouco produtividade com eficiência, efetividade e eficácia sem a participação desses profissionais.

Hoje, na Associação dos Engenheiros do Acre, uma vasta programação será desenvolvida, tudo regado a muito churrasco. Passarei por lá para conversar com velhos amigos. Marcelino Cunha, engenheiro civil Furtado, O florestal e bom carioca Wladimir, Armando Cacela, Carminda, Soraya, o bravo e competente engenheiro mecânico Aysson Rosas, e tantos outros.

Nada mais justo que também homenagear o blogueiro Walterlúcio Campelo que deu sua contribuição a esse estado enquanto profissional renomado da engenharia.

Vou aproveitar o dia também para fazer minhas preces a Nossa Senhora Aparecida.

Em relação ao dia das crianças, ontem eu já fiz minha parte visitando escolas, uma delas no Quinari, e na medida do possível, colaborando e me tornando amigo da escola.

Um bom feriado a todos.





Deu na Coluna Poronga

Lodo nas canelas

Deputado Edvaldo Souza (PSDC) deplorava ontem o nível do debate na Assembleia Legislativa. Ele acha que a política vira um lodaçal quando o debate descamba para o lado pessoal.

Só se for missão...

Edvaldo desmente qualquer boato de que será candidato a prefeito de Rio Branco. Ele só encararia a disputa se isso lhe fosse dado como missão pelo “comandante do processo”, o governador Tião Viana

domingo, outubro 09, 2011

Deu no Jornal do Rodeio - SP


Deputado apresenta Lei que regulamenta o rodeio no Acre

Preocupação é quanto às regras básicas de segurança relativas aos atletas e animais


O líder do PSDC na Assembléia Legislativa (Aleac), deputado estadual Edvaldo Souza, apresentou, na sessão desta quarta-feira, 21, um projeto de lei que dispõe sobre as normas a serem observadas na promoção e fiscalização da defesa sanitária animal, quando da realização de competições de rodeios.

Em sua justificativa, Edvaldo Souza alegou preocupação com o cumprimento das regras básicas de segurança relativas aos atletas e animais, que segundo o parlamentar, “não são observadas satisfatoriamente”.

Para Edvaldo Souza, na realização desse tipo de competição, deve ser respeitada a legislação, evitando assim, prejuízos aos animais e aos atletas. Ele explicou que o projeto de lei estabelece regras, visando, acima de tudo, a preservação da vida.

“Nossa proposta é que sejam estabelecidos parâmetros dentro da legalidade, garantindo desta forma o verdadeiro cumprimento de nosso ordenamento jurídico, de acordo com o Sistema Nacional de Meio Ambiente, visando sempre a preservação da vida’’, enfatizou.

Edvaldo Souza afirmou ainda que o projeto apresentado beneficia diretamente todos os envolvidos na atividade de rodeios. “Com as regras teremos a certeza que critérios legais serão observados, assegurando assim, mais segurança aos envolvidos no rodeio”, concluiu.

O deputado tem o apoio da FERA e da CNAR, orgãos que representam o esporte a nivel local e nacional.