quinta-feira, maio 22, 2014


                                           

                                            Casas populares



Não é novidade que  o  estado do Acre tem um déficit habitacional considerável, o que não é uma exceção entre os demais estados. Um dos últimos governos a investir em moradias populares foi Flaviano Melo, lá pela década de 80. Faz tempo.

As ocupações irregulares em sua maioria são fruto de uma política habitacional que há muito tempo não era voltada para a população de baixa renda.Esse resgate começa a ser feito agora com a construção de mais de dez mil casas na Cidade do Povo.

Hoje, mais de 300 casas foram entregues para pessoas reconhecidamente pobres e que moravam em áreas de risco. É o primeiro passo. A felicidade das pessoas era visível durante o evento que marcou a entrega das casas.

Estive lá e como sempre faço ouço as pessoas, converso, peço sugestões e não tenho nenhuma pressa em cumprimentá-las e ouvi-las.

O Governo acerta quando investe na construção de moradias populares e na Regularização Fundiária.

O resto é conversa de puxa-saco!










Nenhum comentário:

Postar um comentário