quarta-feira, abril 09, 2014

         Continuo  como apresentador da TV Gazeta

Fiquei sabendo na Assembleia Legislativa por meio de  alguns deputados que eu seria pressionado a mudar de opinião e de atitude dentro do parlamento.

Não fiquei surpreso com  o plano maquiavélico, cujo ápice aconteceria com uma espécie de enquadramento por parte da TV Gazeta.

Não levei a sério a informação, embora saiba que vários jornalistas já tiveram dissabores em nosso Estado.

A minha relação com a TV Gazeta ultrapassa os limites do profissionalismo. É um lugar que me sinto bem e que aprendi a gostar.

Durante os anos que apresento o Gazeta Alerta sempre tive uma relação respeitosa e amistosa com a direção e também com o falecido proprietário Roberto Moura.

Hoje recebi uma ligação do  empresário  Marcelo Moura, a quem quero muito bem, a respeito dos buchichos.

A nossa conversa foi mais ou menos assim:

- Alô, fala Marcelo. Tudo bem?

-Didi, tudo bem? Rapaz, que conversa é essa que tá na internet?

E foi enfático ao afirmar: Didi, eu sou um patrão macho. Você continua na TV Gazeta e fazendo do seu jeito.

Eu particularmente já sabia que o Marcelo age dessa forma. Não tergiversa. É olho no olho.

Significa dizer que continuo  na Televisão colocando a boca no trombone e falando exatamente aquilo que as pessoas pobres, humildes, querem ver e ouvir.


Eu já sabia!!!

Um comentário:

  1. Parabéns Edivaldo ... Gosto de ver como você e um reporte de coragem que não ira se entregar em meios as diversidade. Mesmo quando tudo conspirar contra você, lembre que a um Deus a favor de Seu Trabalho.

    ResponderExcluir