quarta-feira, outubro 16, 2013

                      
                                     A  mudança de visual do Caladinho


Tenho andado pela antiga invasão do Caladinho a pelo menos sete anos.  Lembro-me que fui fazer uma reportagem sobre as condições em que as pessoas viviam naquela localidade.

Não tinha ruas, a entrada se dava por meio de uma trilha que levava os moradores a outras trilhas dentro da ocupação irregular. Vi a pobreza, a miséria e o abandono saltar aos olhos daquelas pessoas.

Na verdade, sobreviviam, quase sempre morando em pequenos casebres feitos com papelão, restos de madeira e cobertos com um plástico preto.

Por ocasião da reportagem entrei em um desses casebres medindo no máximo 14 metros quadrados e lá dentro estavam uma senhora e seus quatro filhos. Estavam ali porque era o único lugar que tinham para se abrigar. O calor era insuportável.

Depois dessa reportagem, sempre que possível ia verificar as condições das pessoas, dialogar e saber dos seus dramas, dos seus dilemas.

O tempo passou. Fui eleito deputado estadual e junto ao governador Tião Viana recebi dele a garantia que a área seria desapropriada e legalizada. Foi um longo trabalho. A promessa foi cumprida e hoje o bairro Caladinho está completamente legalizado. Quem mora lá é dono do seu lote, de sua casa.

Recebi também a garantia de que o bairro receberia mais benfeitorias, mesmo num período de vacas magras.

Estive reunido com secretários, diretores de empresas, e chegamos a conclusão que todo o trabalho de esgotamento sanitário deveria ser priorizado. É evidente que posteriormente os serviços de terraplanagem serão realizados.

Estou feliz. Voltei ao Caladinho ontem à tarde e as condições melhoraram. É bem verdade que tem que melhorar ainda mais. Porém, fazendo um retrospecto, chega-se a conclusão que o bairro teve avanços consideráveis e melhorias significativas.

Conversei com os moradores de lá. Sempre simpáticos. Os mais antigos sempre relembram  da primeira vez que andei por aqueles caminhos mostrando a realidade nua e crua de um a invasão que não tinha nenhuma perspectiva para os seus moradores.

Os tempos mudaram e a vida de muitas pessoas do Caladinho também.


Nenhum comentário:

Postar um comentário