segunda-feira, outubro 28, 2013

                           Não se faz política sem aliados

As eleições de 2014 se aproximam e os vários balões de ensaio de supostas candidaturas proporcionais ou majoritárias são lançados a uma população que sem ter nenhuma obrigação, fica digerindo o que dizem ou o que falam  aqueles que se intitulam  lideranças.

No próximo ano seja para que cargo for não vai existir facilidades. O povo Brasileiro cansou, gritou, esperneou e disse Basta!  Na verdade um grito de alerta para as mazelas e os grandes problemas sociais vividos pela sociedade.  Saúde, Educação, Segurança e salários dignos são cânceres que  corroem e maltratam os brasileiros desde os tempos da família real.

A inflação, lentamente vai se estabelecendo e dados da área econômica apontam o seu retorno. O governo por seu lado tentar estancar o aumento dos produtos de forma desenfreada buscando evitar o descarrilamento do trem.

E por aqui o que temos? Temos uma plêiade de partidos tentando se organizar. Muitos sem lastro político para assegurar cadeiras na Assembleia Legislativa.

Pelo  lado  do governo, se trabalha com a hipótese de um chapão onde todos os partidos pequenos aliados seriam agasalhados. A garantia foi dada pelo próprio governador Tião Viana diante dos deputados que o apoiam.

Porém,  vislumbra-se um novo dilema. Para alguns dirigentes do PT , partido pequeno tem que  ter uma boa composição  para integrar o chapão. Só a presença de parlamentares que fazem parte de partidos  sem estrutura,  não é importante pois pode tirar a vaga dos petistas.

Uma coisa é certa: não se faz política sem alianças. Não se ganha política sozinho como alguns pensam. O trabalho e o esforço são coletivos.

Vamos aguardar novos episódios pela frente. Tem-se a garantia do governador Tião Viana para inclusão dos pequenos no chapão e de outro lado a insatisfação do que chamam de cardeais do PT, quanto a essa ideia.


De qualquer forma, os pequenos partidos comecem a pensar no que se chama de plano B. Isso significa uma chapa formada apenas pelos nanicos. Caso contrário todos morrerão abraçados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário