quinta-feira, fevereiro 20, 2014

Deu no jornal A Gazeta

Edvaldo Souza defende regularização fundiária do Ramal Canaã

E-mailImprimirPDF
edvaldocanaa 
O deputado Edvaldo Souza (PSDC) defendeu a regularização fundiária dos moradores do Ramal Canaã. O parlamentar que participou da audiência pública presidida pela Comissão de Legislação Agrária da Aleac, disse que os moradores não podem viver em uma insegurança jurídica.

 Edvaldo Souza pediu o empenho do Governo do Estado, por meio do Instituto de Terras do Acre (Iteracre) para que se resolva o impasse. Segundo o deputado, o problema não é mais jurídico quanto a posse da terra, pois o Judiciário já expediu sentença favorável. Desse modo, o que os moradores reivindicam é a regularização para que infraestrutura possa ser dada à área.
“O Canaã não tem infraestrutura alguma, a não ser um povo com vontade de trabalhar e de viver. Tem máquinas trabalhando, mas a cada chuva que dá a situação dos moradores só piora. O que os moradores não querem é viverem sobressaltados.”, completa o deputado.
 O parlamentar destacou sua luta em defesa dos mais humildes e disse que tem pautado seu mandato na regularização fundiária. Acrescentou que exemplo dessa luta tem sido o bairro Caladinho que, por meio de seu empenho, o Governo do Estado garantiu titulação para as mais de 500 famílias que residem  no loteamento. Souza lembrou a luta de Moisés Diniz frente à Comissão de Legislação Agrária da Casa e pontuou que essa luta não é de parlamentar apenas, mas de todos.
“Eu fui o primeiro deputado a focar a regularização fundiária começando pelo Caladinho. Venho a público manifestar apoio a Comissão de Legislação Agrária presidida pelo deputado Moisés Diniz. Essa luta não tem partido. Deputados, defensores, engenheiros têm que apoiarem aqueles moradores para que a área possa ser topografada o quanto antes”, reivindicou o deputado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário