segunda-feira, março 24, 2014

Edvaldo Souza diz que o Governo Federal tem tratado a questão haitiana com ‘luvas de pelica’

E-mailImprimir

O deputado Edvaldo Souza (PSDC) fez críticas ao governo brasileiro quanto ao tratamento dado aos imigrantes haitianos na região de Brasiléia e Epitaciolândia. Segundo o parlamentar, as comunidades destas duas cidades não aguentam mais o quantitativo populacional existente, uma vez que tais municípios não têm capacidade suficiente para acomodar mais de 2 mil estrangeiros.

Edvaldo Souza disse que o Governo Federal tem tratado a questão com pouca preocupação. Para ele, nenhuma solução tem sido apresentada para resolver o problema em curto prazo. O deputado deixou claro não ser contra a entrada de estrangeiros, desde que seja feita de modo legal e humano.

“Os haitianos encontram no Brasil um porto seguro, enquanto Brasiléia e Epitaciolândia vivem um problema sem tamanho. Não vemos soluções a curto prazo. Eu diria que o Governo Federal está tratando esse caso com luvas de pelica”, disse Souza.

O deputado acrescentou que o Acre já vive tantos problemas, como este da iminência de desabastecimento de alguns produtos e ainda ser necessário conceder auxílio aos imigrantes.

Na última semana, o Governo Federal anunciou a criação de alojamentos nas cidades de São Paulo/SP, Curitiba/PR, Florianópolis/SC e Porto Alegre/RS. A ideia é cortar a rota de entrada pelo Acre e espera-se que haja uma redução de mais de 90% no fluxo de haitianos pela fronteira do Estado com a Bolívia.

Mais de 6 mil imigrantes haitianos, senegaleses e dominicanos já cruzaram a fronteira do Peru com o Brasil, pelo território acreano nos últimos 4 anos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário