domingo, dezembro 01, 2013

“Tratar a formação da chapinha para federal com desdém não é bom negócio”, diz Edvaldo Souza


Um assunto que ainda repercute nos corredores da Aleac é a formação de um bloco político dentro da Frente Popular (FPA) composta de partidos, em sua maioria sem deterem mandatos eletivos. O deputado Edvaldo Souza (PSDC) que faz parte do bloco disse que a nova formação partidária poderá decidir as eleições para governador.

“Tratar a formação da chapinha para federal com desdém também não é um bom negócio. Esta  chapa, no mínimo, decidirá as eleições para governador, que nos últimos anos tem sido definida em cima de percentuais considerados mínimos”, ressalta o parlamentar.

Edvaldo Souza pontuou, também, que o poder participativo é necessário no Estado. Ele acredita que ao monopolizar o poder coloca-se em risco a democracia.

“Na verdade, os partidos pequenos,  por meio de seus dirigentes, não afirmam a ninguém. Mas exigem, acima de tudo, respeito, consideração, lealdade e divisão de Poder. O que não pode é qualquer árvore que começa a crescer, enfolhar e que pode dar frutos  ser podada sem pena e sem dó”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário