sexta-feira, setembro 20, 2013

Deu na Contilnet

20/09/2013 15:35 - Atualizado em 20/09/2013 15:40
Descumprindo a Lei: carros-fortes continuam atrapalhando o trânsito
Na manhã desta quinta-feira (19), a reportagem da Agência ContilNet flagrou o descumprimento desta disposição legal.
Da Redação da Agência ContilNet
Contrariando a Lei nº 2.596, de autoria do deputado estadual Edvaldo Souza (PSDC) e sancionada pelo governador Tião Viana em 9 de agosto de 2012, as empresas de transporte de valores no Acre descumprem, diariamente, as disposições legais que regulamentam o estacionamento de veículos destas empresas em frente a bancos e estabelecimentos comerciais.

Criada para evitar que os carros de transportes de valores comprometessem ainda mais o já caótico trânsito da capital, a Lei não vem sendo cumprida nem pelas instituições financeiras e muito menos pelas empresas.

Na manhã desta quinta-feira (19), a reportagem da Agência ContilNet flagrou o descumprimento desta disposição legal/Foto: Agência ContilNet
Na manhã desta quinta-feira (19), a reportagem da Agência ContilNet flagrou o descumprimento desta disposição legal/Foto: Agência ContilNet
Um de seus artigos estabelece que os estabelecimentos comerciais, industriais, de serviço bancário, financeiros e de fomento que utilizem os serviços de transporte de valores, devem ser dotados de acesso físico próprio para fins de entrada e saída  dos responsáveis pelo serviço, independente do acesso destinado ao público.

Mas, na manhã desta quinta-feira (19), a reportagem da Agência ContilNet flagrou o descumprimento desta disposição legal.

Passava das 9h, quando um carro de transporte de valores da empresa Transeguro estacionou em frente ao Banco do Brasil, na rua Arlindo Porto Leal, no centro de Rio Branco.

Apesar de a empresa dispor de acesso aos carros que transportam valores, o veículo foi estacionado em frente à agência bancária, onde ficou parado por mais de uma hora.
Neste período, o veículo causou engarrafamento e protesto por parte de vários condutores, que começaram a buzinar.

Mesmo com o buzinaço, o condutor do carro-forte não retirou o veículo do local; os outros carros só puderam seguir depois que guardadores afastaram algumas motocicletas que estavam estacionadas.

O deputado Edvaldo Souza foi procurado pela reportagem e afirmou que irá acionar o governo do Acre e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para cobrar o cumprimento da Lei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário