domingo, agosto 25, 2013

A caneca ungida

    

Tem dia que qualquer escrevinhador  fica sem assunto, fica sem um tema para abordar. É dureza. Fiquei pensando com os meus botões sobre o que escrever neste domingo. Pensei até em postar apenas uma fotografia com uma frase ou coisa assim.


De repente me veio a  ideia de escrever a respeito de uma senhorinha que tive o prazer de conhecer ontem por ocasião do aniversário do acadêmico de direito Franklin Soares.

Estou falando da dona Maria Barbary. Professora aposentada, ela chegou perto de mim, me cumprimentou, cumprimentou a minha mulher e logo em seguida trouxe uma caneca.

Dona Barbary foi enfática: "vou lhe dá essa caneca ungida pois serve de proteção. Cuide bem dela”.

Fiquei muito feliz com o presente e a caneca que me foi presenteada já está devidamente guardada aqui em casa em um lugar muito especial. Exatamente o local onde faço minhas orações e peço proteção a Deus.

Obrigado dona Maria Barbary.

Nenhum comentário:

Postar um comentário