terça-feira, agosto 13, 2013

                                 
                               Cumpra-se a lei


Projeto de minha autoria que determina que instituições bancárias que dispõem dos serviços de transporte de valores, os chamados carros-fortes, devem ter um local apropriado para a carga e descarga de valores foi aprovado por unanimidade na Assembléia Legislativa e sancionado pelo governador Tião Viana.

Nada contra as empresas que operam com transporte de valores. Na verdade me preocupei com a atividade que é exercida no meio da via pública o que coloca em risco a vida das pessoas que transitam e que utilizam os serviços das agências bancárias e congêneres. Um prazo foi estabelecido para as adequações por parte das agências bancárias a fim de que a lei fosse cumprida.



Muito bem. Passado mais de um ano após a sanção e promulgação da lei tudo continua como dantes no quartel de Abrantes. As atividades de carga e descarga de valores continuam sendo feitas no meio da rua, atrapalhando o fluxo de veículos e colocando em risco a vida das pessoas.

Já abordei essa questão da tribuna da Aleac e o presidente  da casa me garantiu que as instituições fiscalizadoras seriam comunicadas da existência da lei para que medidas para o seu cumprimento fossem colocadas em prática.

Até agora não vejo nenhuma fiscalização nesse sentido. A frouxura tem contribuído para que muitas leis municipais, estaduais e federais não sejam cumpridas.

Se enquanto parlamentar, exercendo minha função na casa que faz as leis vejo um sentimento de impunidade e de impotência enorme, imagino as pessoas que vivem as mercê da própria sorte dependendo dos programas de bolsas da vida, de favores e da boa vontade do poder público.

Para terminar. Cumpra-se a lei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário