sexta-feira, agosto 09, 2013

Deputado Edvaldo Souza garante que votará pela extinção da pensão de ex-governador

9 de agosto de 2013 - 6:49:57
Ray Melo, da redação de ac24horas
raymelo.ac@gmail.com
Depois de questionar a “indústria de multas do Detran/Acre” e pedir a abertura da caixa preta da autarquia, o deputado estadual Edvaldo Souza (PSDC) voltou a polemizar ao questionar a morosidade da Aleac, para colocar em pauta a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 02/2013 – que pede a extinção da pensão vitalícia dos ex-governadores do Acre.
O parlamentar falou sobre o assunto no programa Gazeta Alerta, que apresenta na TV Gazeta, afiliada da Rede Record. Edvaldo Souza garante que votará favorável a extinção do benefício, que para ele, “é imoral”. Para o deputado, seus colegas de parlamento precisam dá uma resposta aos apelos populares que durante a manifestação do Dia do Basta pediram o fim da pensão.
“Não é justo que o cidadão comum, o contribuinte que quer se aposentar, tenha que recolher durante no mínimo 35 anos, ter 65 anos ou 60 se for mulher, para poder ter uma aposentadoria de no máximo R$ 3 mil, enquanto um governador trabalha nove meses, e recebe uma pensão de R$ 26 mil. Nosso Estado é pobre, não pode arcar com esta verdadeira farra com o dinheiro público”, diz Edvaldo.
O deputado voltou a afirmar que seus votos não dependem de apoio de governantes. Ele diz que deve satisfação a população mais carente que acreditou em seu potencial como representante e fiscal das ações do poder público. “As pessoas que confiaram seu voto e depositaram confiança no meu trabalho como parlamentar estão cobrando. Minha resposta é atender o apelo popular”.
Segundo Edvaldo Souza, “esta pensão é completamente desproporcional a qualquer lógica da razoabilidade. O eleitor votou e exige que seu representante no Poder Legislativo coloque um ponto final nesta situação que além de prejudicar os cofres públicos, fere os princípios da moralidade. Vamos atender ao apelo de quem trabalha e pede o fim desta verdadeira imoralidade que é a pensão vitalícia de ex-governador”, finaliza.
A PEC 02/2013 recebeu assinatura de 16 dos 24 deputados e está em tramitação nas comissões da Assembleia Legislativa. Apesar de ter recebido apoio de parte da base de governo, alguns deputados fazem lobby pela regulamentação da pensão. Existem ainda os parlamentares que tentam confundir o entendimento da proposta afirmando que a proposta retroagiria para prejudicar quem já recebe o benefício.


Nenhum comentário:

Postar um comentário