quarta-feira, agosto 14, 2013

            A morte do empresário Roberto Moura



É com imenso pesar que ocupo essa espaço para falar da morte do empresário Roberto Alves Moura que faleceu vítima de um fulminante infarto do miocárdio. Ele estava em São Paulo juntamente com seu filho Marcelo Moura participando de um evento na capital paulista.

Falar do Roberto Moura é falar de um acriano que ultrapassou todas as dificuldades que a vida lhe impôs e com força, determinação, espírito empreendedor e visão empresarial se tornou um dos maiores empresários do Acre gerando mais de 1.200 empregos diretos por intermédio de suas empresas.

Perdemos um acriano valoroso que enfrentava os problemas de cabeça erguida e onde também em seu escritório boa parte dos políticos desta terra buscava conselhos, sugestões e apoio político.

Era um homem que sempre esteve a frente  do seu tempo.

Lembro-me que em uma de nossas conversas ele me afirmava: Edvaldo Souza eu tenho condições de tocar os meus empreendimentos fora do nosso Estado e fazer meus investimentos em outro lugar   a exemplo do que faço em Porto Velho –Rondônia e Cuiabá no Matogrosso.

Em seguida ele completou: Não faço isso porque gosto da minha terra e sou um gerador de empregos e renda e é aqui que eu quero ficar seja qual for o partido que  esteja no comando político.

Era assim que Roberto Alves Moura pensava.

Deixou uma legião de amigos, admiradores, funcionários que o tinham na mais alta conta e respeito.

O nosso Estado, queiram ou não, perdeu um grande homem. Perdeu um empreendedor, perdeu acima de tudo um homem que por trás daquela postura, as vezes muito séria, tinha um coração do tamanho do mundo.

Estive com o Moura na semana passada atualizando as nossas conversas. Falávamos de tudo, e ele mesmo sem quase sair de seu gabinete   sabia de absolutamente tudo que acontecia no Acre.

Enquanto deputado estadual do PSDC e também jornalista da TV Gazeta, hoje prestando minha colaboração como voluntário, quero aqui externar os meu sentimento de pesar, de desolação. com a partida  repentina do empresário Roberto Alves Moura para outro plano espiritual e que Deus em sua misericórdia o acolha e o coloque em um bom lugar.

A todos da família de Roberto Moura, esposa, filhos, genros, noras amigos,funcionários de suas empresas, a minha consternação, os meus votos de pesar em meu nome e de minha família.

          Edvaldo Souza

       Dep.estadual e jornalista

Nenhum comentário:

Postar um comentário