sexta-feira, agosto 23, 2013

Deu no jornal A Gazeta

“Se falarmos aqui que tem gente vendendo o almoço para comprar o jantar, não se comete nenhum exagero”, diz Edvaldo Souza

E-mailImprimir
 O deputado Edvaldo Souza (PSDC) criticou a pesquisa realizada pela Secretaria Estadual de Planejamento
em que aponta redução no preço da cesta básica nas cidades de Rio Branco, Brasiléia, Epitaciolândia, Sena Madureira, Feijó e Cruzeiro do Sul. O parlamentar citou que a inflação é uma realidade no país.
“Não acredito, e me dou a esse direito, de que o acriano com pouco mais de duzentos reais compre a sua cesta básica. É uma questão de lógica, de raciocínio, de bom senso” e acrescentou: “Sejamos realistas. Sejamos justos. Alimentar a fantasia do próximo é uma hipocrisia sem tamanho”.
 O parlamentar justificou a volta da inflação com o aumento no preço do dólar e dos combustíveis que causará por conseqüência elevação no preço das mercadorias, principalmente em estados como o Acre onde a maioria os produtos são importados de outros estados da federação.
“Feijão, arroz, farinha, sal, açúcar, material de higiene pessoal, sem falar na mistura(carne, frango, ovos) está tudo muito caro. A subida do dólar é um indício do que estou afirmando. A subida do preço dos combustíveis é uma evidência”, diz o parlamentar.
 Souza foi duro ao recomendar que os pesquisadores que se dirijam a uma mercearia mais próxima de suas casas e comprovem que com R$ 200,00 não se pode comprar todos os itens necessários.
“Tentem comprar a tal cesta básica com pouco mais de duzentos reais. Com certeza sairão de lá decepcionados e as crianças em suas casas ficarão reclamando de uma série de itens que deveriam ser comprados, mas, que por falta de grana não foram”.
 Ele finaliza dizendo: “uma coisa é certa. Quando o milagre é grande o santo desconfia”.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário